{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
6 Passos para ter um Processo de Desenvolvimento de Novos Produtos Estruturado
[editar artigo]

6 Passos para ter um Processo de Desenvolvimento de Novos Produtos Estruturado

  É cada vez mais complexo acompanhar as tendências de mercado, mudanças de comportamento do consumidor, do ambiente, e principalmente as movimentações e ameaças de concorrentes e potenciais players. Isso porque o concorrente pode vir de segmentos ou empresas que anteriormente não atuavam no seu mercado, e que hoje, as soluções geradas através de análises da jornada dos consumidores associadas as facilidades tecnológicas atuais, criam novos conceitos de negócios, como Airbnb, por exemplo. Até mesmo aquela rede de hotéis com processo de monitoramento de concorrentes diretos e indiretos,  provavelmente teve dificuldade de identificar  e prever um “acontecimento” como o AirBnB e o tamanho do impacto nos seus negócios.

              Mas, isso só reforça a necessidade das empresas de se aproximar de empresas de outros setores, de estudar e aproximar-se de novas tendências e comportamentos, de startups e de especialmente ter o foco das decisões de sua empresa no consumidor. Esse modelo de decisões e de cultura da empresa favorece as inovações, mudanças e ajustes mantendo sua competitividade.

1 - Como avaliar se uma ideia ou proposta de projeto vale a pena ou não?

              A etapa inicial, normalmente chamada de Ideação, dependendo da empresa, podem ter propostas que vem desde resultados de estudos do marketing sobre tendências, comportamento dos consumidores até de colaboradores da empresa que podem ter insights importantes. Usualmente, esses comitês se reúnem em conjunto com o board das empresas para faze ruma avaliação macro, sem profundidade deste conjunto de propostas para entender quais devem ser descartadas e quais merecem virar um projeto a ser estudado.

Para isso, podemos colocar a imagem deste funil abaixo, onde são discutidos os seguintes critérios:

2 – Análise Geral de Mercado – Investigação Preliminar

              Para as idéias que foram aprovadas e se tornaram projetos, a primeira fase é de Investigação Preliminar. São estudos primários sobre a proposta buscando entender o potencial da oportunidade. Essas avaliações preliminares partem de informações já disponíveis no mercado ou que demandem baixo investimento. Pois, nesta fase o projeto ainda tem que se provar como “merecedor” de investimentos mais pesados, valendo a pena a empresa se dedicar na compreensão de seu potencial e no desenvolvimento de uma proposta de valor.

3 – Investigação Detalhada

              Se nas reuniões do comitê multidisciplinar de inovação, com as investigações preliminares na mão, o projeto foi aprovado para aprofundar-se no tema, agora a empresa se dedica a investir em informações, analisar e desenvolver uma proposta de valor que ao mesmo tempo faça sentido a oportunidade de negócio e ao propósito da organização.

Trata-se da parte mais longa desse processo, pois será construído o plano de negócios do projeto com as seguintes frentes:

4 – Etapa de Desenvolvimento

              Após identificar e construir a proposta de valor do novo produto/serviço, tendo sintonia com o que os consumidores do segmento buscam, desejam e precisam mais o que a empresa é capaz de entregar (se diferenciando da concorrência), é hora da prototipagem e teste de aceitação com o público alvo para validar o projeto e fazer ajustes.

5 – Testes e Validações

              Com os ajustes realizados, são feitos novos testes com consumidores para validação final e toda a parte de revisão financeira do que foi projetado para volume e de resultados financeiros do projeto, para certificar-se de que a empresa terá resultados financeiros com o novo produto/serviço. Muitas vezes uma grande idéia, com potencial de mercado e aceitação é cancelada nesta etapa, pela constatação de que o novo produto/serviço não conseguirá ter resultados financeiros satisfatórios que justifiquem o lançamento.

6 – Lançamento do Produto/Serviço

              Se o projeto chegou até aqui, é porque a empresa acredita em todas as variáveis de mercado e financeiras para lançar o produto. A partir daqui o Planejamento de Lançamento do Produto começa a ser colocado em prática e o projeto passa a ser produto de linha.

                Esses são os passos de um método estruturado de desenvolvimento de novos produtos que minimiza erros de direcionamento de mercado e favorece a implementação e lançamento de produtos/serviços, por abordar de forma holística os aspectos mais importantes para uma execução estratégica no desenvolvimento de novos produtos até seu lançamento.

Rodrigo Mazu, especialista em marketing estratégico e consultor, quer saber mais? Acesse o site da Cognus.

Rodrigo Mazu

Rodrigo Mazu

Um profissional com 19 anos de experiência em empresas nacionais e multinacionais de diferentes segmentos, atuando com Desenvolvimento e implementação de estratégias de marketing, inteligência de mercado e branding - www.cognusconsultoria.com

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar