{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Crescer rápido, errar rápido, ajustar rápido
[editar artigo]

Crescer rápido, errar rápido, ajustar rápido

No dilema entre seguir no meio corporativo vs empreender, o assunto startups traz à tona vontades reprimidas de várias pessoas com as quais tenho cruzado, e a percepção que fica é que existe uma abordagem mais filosófica do que prática sobre o que "pra valer" são startups.

Na real, startups são empresas (óbvio?). Escaláveis? SIM! Com muito potencial? SIM! Porém com todos os outros detalhes de qualquer empresa normal, que necessita de pessoas, muito suor (muito mesmo) e que precisa ASAP dos dois pilares fundamentais: vender e receber.

Claro que, dependendo do mercado, modelo de negócio e estratégia, o fluxo de caixa pode ser negativo por sucessivos períodos, mas isso está longe de significar abrir mão das entradas e, principalmente, de um crescimento acelerado das vendas/captação de usuários.

Meu trabalho é conhecer e lidar com os loucos o suficiente para tentar algo, e é admirável ver todo aquele empenho nas apresentações elaboradas com um design digno de prêmio, nas projeções financeiras com background de quem vem de instituições financeiras e até mesmo nas plataformas avançadas com várias funcionalidades à la Google.

Mas na real, está cada vez mais comum nos depararmos com o mesmo problema: tudo isso baseado em suposições e não validações, baseado no que acham que faz sentido e não no que o mercado quer e precisa (mesmo que ainda não saiba que precisa).

E o mercado é cruel…

Principalmente nos estágios iniciais, vale muito mais 30 questionários respondidos para entender o mercado e dar as diretrizes do produto do que uma plataforma com várias funcionalidades.

Sabe por quê?

Porque você vai estar errado em boa parte das suas premissas. É normal, faz parte, mas se nem no começo do seu negócio você está ouvindo o seu consumidor, como irá ouvir mais pra frente e atingir todo aquele mercado que imagina?

Lembra do primeiro pilar lá de cima? Vender é fundamental pois é a linha de frente e determina as prioridades do seu negócio, o rumo. Dinheiro obviamente é limitado, mas não se esqueça que o seu principal ativo neste meio sempre vai ser o tempo.

Crescer rápido, errar rápido, ajustar rápido. Economizando tempo você economiza dinheiro.

É mais ou menos assim, você não precisa ter uma Ferrari pronta para oferecer se seu mercado-alvo anda de carroça.

Primeiro que o tempo para atingir o estado da arte é longo (e você não tem esse tempo, lembra?). Segundo, que muito provavelmente a diferença de preço entre o que atende à necessidade atual e o novo produto será alto, se transformando em uma barreira logo na entrada (afinal tempo = dinheiro).

Um exemplo prático sobre atender uma demanda e focar no que o mercado quer.

Reflexão:

Será que o Habib's busca fazer a melhor esfiha em termos de sabor ou o foco deles está no preço, localização e distribuição?

Não tenho nada contra o Habib's, mas sinceramente isto nem importa.

opinião tem que vir do mercado, e se está vendendoEXCELENTE!

É simples assim...

Ah, última coisa!

Você não precisa de muito para começar, na verdade quase nada.

O seu grande sonho está sempre a uma atitude de distância.

Topa ou vai ficar dando desculpa?

Vinicius Donin

Vinicius Donin

Mentor Projeto Jovem Empresário

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar