TRACK MOB - Porque eu decidi Empreender
[editar artigo]

TRACK MOB - Porque eu decidi Empreender

Nunca em minha vida tinha imaginado trabalhar em um negócio construído por mim mesmo. Eu tive a educação tradicional que não te ensina nada sobre empreendedorismo. Você aprende que deve estudar, passar em uma faculdade e fazer um concurso público que sua vida vai ser um sucesso. Meu pai era funcionário público e reforçava ainda mais esse estereótipo. Eu tenho uma natureza questionadora e sempre fiquei pensando que deveria haver um caminho alternativo. Eu não queria fazer um curso qualquer e trabalhar numa repartição pública cercado de divisórias amareladas pelo tempo lidando com burocracias o dia inteiro. Quando chegou a época de entrar na faculdade, eu não fazia ideia do que eu queria fazer. Acabei entrando no curso de design, algo que foi uma grande decepção pra família. Pra minha sorte este é um curso que te abre muito a cabeça. Veja, como designer o seu papel é entender algo e entregar isso facilitado para o usuário, então você aprende bases muito interessantes de como entender a necessidade de alguém e de como traduzir isso. Com isso você ganha uma visão analítica sobre as coisas e questiona sempre o por que as coisas são do jeito que são e como podem ser diferentes. Na época não havia isso tão estruturado, mas uma das formas mais interessantes e inovadoras de montar um negócio é utilizando a metodologia do Design Thinking, que nada mais é que aplicar os conceitos de design para o design de um produto ou negócio. Comecei a trabalhar, entrei no mundo dos adultos..e logo perdi muitas das minhas motivações. Claro, você está na faculdade ou é recém formado, seus empregos vão ser ruins mesmo, mas era um pouco mais do que isso. Eu tinha que estar inserido naquela estrutura onde eu tinha que fazer o que era mandado, sem questionar e sem aprender nada. Quanto maior a empresa pior é esse efeito, pois você vira a chamada força de trabalho, uma peça no meio de muitas que fazem essa máquina girar. Se der problema, eles trocam a peça. Essa insatisfação fez com que eu começasse a navegar dentro da minha área. Trabalhei com tudo, mesmo. Eu trabalhei com animação, edição de vídeo, UX, web design, editoração, design gráfico, publicidade e etc.. E em todos esses lugares eu experimentei a mesma frustração, isso não estava certo. Ao sair da faculdade me deparei com aquela dúvida básica que todos têm. O que vou fazer da minha vida? E acredite, eu fiz de tudo, pelo menos dentro da minha área. Eu trabalhei com animação, edição de vídeo, UX, web design, editoração, publicidade e etc e em todos esses lugares eu experimentei uma frustração, a falta de valor que eu tinha naquele meio. Na maioria desses lugares, você é mais antigo, você tem mais valor. O seu trabalho é melhor, você trabalha mais, veste a camisa da empresa e quando surge uma oportunidade melhor de salário ou de cargo, a pessoa mais velha e com mais “experiência” tem a preferência. Certa vez fui ao RH de uma das empresas na qual eu trabalhei para pedir para me aplicar a uma vaga que havia saído no setor de Marketing. Eu estava fazendo uma pós na área, então achei que era uma boa oportunidade para eu poder crescer e mostrar que era mais do que isso. Quando falei com a pessoa responsável ela me disse a seguinte frase: Se eu contratar você para essa vaga, vou ter q abrir outra seleção para a sua, vai dar muito trabalho. Essa foi a semente, a partir desse momento, eu que sempre vesti a camisa da empresa, resolvi olhar para mim mesmo. Saí dessa empresa mas continuei no mercado normalmente. Mas a semente estava alí. Eu precisava criar minhas próprias oportunidades. Comecei a procurar como, conheci muitas pessoas, estudei muitas áreas. Eu não tinha a ilusão que geralmente as pessoas tem que com o meu negócio eu trabalharia menos e teria uma vida mais tranquila. Eu também nunca pensei nisso como uma forma de ganhar dinheiro. Meu pensamento sempre foi em criar algo que faça com que eu precise me superar sempre e que eu possa olhar pro meu presente e passado e ter o sentimento que eu estou construindo algo que vale a pena.

Projeto Jovem Empresario
Projeto Jovem Empresario Seguir

Projeto Jovem Empresario

Continue lendo
Indicados para você